terça-feira, 18 de setembro de 2012 - 0 comentários

O Porquê de Escrever ...

Desde a algum tempo, que sinto a vontade de escrever, para me expressar, libertar para o papel aquilo que me vai na alma e no coração.
Escrever faz-me sentir liberto, livre, uma pessoa diferente, mais confiante, mais segura de si própria, mais feliz, mais alegre, mais acarinhado, com pessoas a sua volta, mais amado, por aqueles que gostam dele, mais feliz, mais vitorioso, com capacidade para fazer tudo, pois nada é impossível de se realizar, basta nós querermos e fazermos por isso, trabalhando!

Escrever faz-me sentir na lua, escrever para mim é algo do mais belo que há, é uma forma de me exprimir através das palavras, é dizer o que sinto por dentro, o que me vai no coração, o que se passa comigo, os meus pensamentos, a razão das minhas atitudes - e escrever é também ter pessoas que me acompanham, que lêem os meus textos, poemas (...) que depois me confortam, dão-me apoio, força para continuar com esta luta, e não desistir dos meus sonhos, dos meus objectivos, das minhas metas para a vida.

Escrever é simplesmente tão bom e faz-me bem a alma, ao coração, é como se descarregasse o que tenho em mim, é como se os meus problemas fossem bem menores, num texto repleto de emoções e sensações, é simplesmente a melhor forma que eu arranjo para dizer aquilo que não consigo cara a cara, é um meio de comunicar e de transmitir ideias, pensamentos, emoções, ... daí que pensei muito bem, e acabei por decidir em escrever um livro, sobre mim, sobre os meus problemas, sobre a minha vida, por todas as coisas que já passei, sinto que posso ajudar outras pessoas, que hoje me dia passam por situações semelhantes, uma forma ser solidário para com elas, e também dar a conhecer ao mundo a minha história de vida, tão bela que ela é, repleta e cheia de emoções vividas por todos a minha volta, é uma história dura de se viver, por isso, admiro em mim a minha força, a vontade de continuar a lutar incansável, que tenho tido para ultrapassar todas as coisas que já me aconteceram, até agora.

Espero que possa ajudar as pessoas da minha idade a compreender melhor a adolescência, uma fase muito complicada por qual nós todos passamos, uns mais do que outros. Não posso perder jamais é a vontade de continuar a lutar e a força, não me posso deixar ir abaixo.
Apesar de algumas coisas na minha vida já estarem um pouco melhores, eu sei que ainda não estou nada bem, por mais que eu não queira todas as noites vem à cabeça os mesmos pensamentos, em tudo o que já me aconteceu, no meu passado, um passado duro, triste, amargo, com o qual eu próprio não consigo lidar.`


0 comentários:

Enviar um comentário