terça-feira, 26 de novembro de 2013 - 0 comentários

Retroceder infinito...


E...tudo anda para trás parece que nada aconteceu....

A minha mãe (depois de tudo, o que fiz, o que já se passou, ...) ainda pensa que eu estou numa relação com uma rapariga, e não lhe consegui dizer a verdade (contradizer-lhe e dizer que gostava era de rapazes e não raparigas e ela que parasse com isso), e não compreendo porque ela ainda pode pensar que eu sou hétero - ela já sabe há muito que eu sou homossexual, mas só que ainda pensa (não percebo como) que eu namoro com raparigas. Então (mais uma vez menti-lhe e fiz o meu papel) tive de lhe dizer que era verdade (senão ela ia dizer-me as coisas mais horríveis de se ouvir à face da Terra), e "apresentei-lhe" uma amiga minha como minha suposta namorada, e ela  depois perguntou-me se a minha suposta namorada tinha facebook  que a queria adicionar como amiga e a conhecer, já me perguntou se ela gostava realmente de mim, se eu já tinha tido relações sexuais com ela, e também se  eu a ia trazer no Natal cá a casa! (Que grande alhada)
E como a rapariga vai a Lisboa em Abril, e como eu quero ir nessa altura tirar umas férias para descontrair do stress do estágio do segundo período e das aulas... espairecer, estar e conhecer pessoalmente os meus amigos virtuais e voltar com energia para o último período de aulas... e então eu disse à minha mãe que gostava de ir com ela, e que precisava de saber se podia ir ou não com antecedência para poder comprar a passagem a um preço barato.
Adias comprei preservativos e a minha mãe começou-me a fazer tantas perguntas: "Perguntou-me se eu já tinha arranjado uma amiga para fazer isso, e se eu já usava isso. Que se era para levar para a escola e fazer brincadeira que não era para comprar! E ainda acrescentou que eram as raparigas quem se deveria preocupar com isso, porque são elas quem ficam grávidas!" (Que terror, como se pode pensar alguma vez assim) Depois dias mais tarde perguntou-me descaradamente se os preservativos que comprei se eram para usar com mulheres, porque se era para usar com homens era para os deitar no lixo.
Eu (mais uma vez tentei dar a volta) e disse-lhe que era bissexual, porque pensei que ia ajudar... (A intenção era a minha mãe tomar consciência de que eu "posso vir a gostar" (gosto)  de um rapaz e se preparar para isso) mas ela disse-me: "Ah não sei o que vês num homem, uma mulher tem tanto para dar a um homem, bem como um homem tem tanto para dar a uma mulher!". E só lhe disse isso como meio e tentativa de melhorar o ambiente! Eu até lhe disse: "Imagina que um dia eu chego a casa com um rapaz, como é? Vais maltratá-lo? E escorraçá-lo de casa ao pontapé?" Ela lá ficou passada e disse-me: Experimenta com uma mulher e vais ver como é bom! (Nem pensar) E perguntou-me sem pudor algum se eu já tinha tido relações sexuais com homens, olhou para mim e depois disse:  "Pensei que tu eras meu amigo e gostavas de mim, não sei que tempestade vai na tua cabeça, eu ao pé de ti ate me sinto um cachorro, por tu não gostares de mulheres!" E ainda acrescentou: "Tu tens de pensar na tua vida e apenas um dia  mais tarde quando já trabalhares e ganhares é que podes estar com quem quiseres e fazeres o que  bem entenderes!" 
Isto acho que são  coisas que uma mãe que é mãe e gosta do seu filho nunca lhe deve dizer isto, é inadmissível! Eu fiquei completamente devastado depois de ouvir disso e desatei a chorar no meu quarto agarrado a uma almofada, essas coisas deixam-me de rastos, por mais que tente não ligar magoa-me muito mesmo! (A minha mãe está a tentar impedir-me de eu ser quem sou, isso não pode ser assim, ela nem imagina o mal que me está a fazer dizendo-me essas coisas) Não sei que fazer mais mesmo!

E às vezes a minha mãe tem outro tipo de atitudes ainda piores...
Um dia chego à cozinha de manhã cedo e estava com o telemóvel na mão, e recebi uma notificação de mensagem e respondi minha mãe: " Não me digas que o gajo não dorme, que já esta acordado a esta hora! Já estas a esta hora nas mensagens, possa! Tu só sabes é andar a pôr coisas no facebook (isso é o que sabes fazer melhor, estudar não é contigo) como aquilo que meteste adias: "É bom acordar e receber uma mensagem da pessoa que gostas!" E tu metes isso logo para toda a gente ver, e eu respondi-lhe à letra: "Não... As pessoas é que têm a mania de se meter na vida dos outros!"  E ela: "Não fui eu que andei a escrever isso no facebook! Tu não escreves é que tens uma família, que acordas e tens o pequeno almoço feito...  isso não escreves! Tu só queres nos destruir a mim e a teu pai! Até já tenho medo e  vergonha de ir para o trabalho, porque vou ser criticada por tua culpa! Já houve colegas minhas que já viram isso no teu  facebook!" 

Por favor...não compreendo como ela pode ser assim e dizer-me isso, eu nem sequer tenho colegas dela adicionadas no meu facebook! E às 6 e meia da manha ouvir isto, tira-me do sério e é mesmo para ir para a escola maldisposto, é que só pode!

0 comentários:

Enviar um comentário