sábado, 30 de novembro de 2013 - 0 comentários

Mais uma etapa de vida...

Hoje foram as minhas capas...sou finalista de 12° ano, foi um dia muito chato…. Fiquei a saber que o colega da minha turma (o renegado) ficou a me espiar para ver como eu estava e com quem estava… deve ter ficado cheio de dores de cotovelo, bem como muitos outros que achariam que eu ia sozinho e solitário no desfile desde a escola até à igreja, mas no final de contas, à última da hora arranjei par, uma rapariga por sinal bastante simpática!

Depois decorreu a cerimónia religiosa ... (Não estava à espera conseguir ir à missa pois, já há imenso tempo que não ia a uma...dado o fato de não me sentir bem, é como se fosse julgado não por Deus mas sim pelas pessoas...e me sentir uma abdominacao, e me sentir deprimido visto não me sentir inserido ali...mas sempre consegui) até diverti-me um pouco e não foi muito secante porque fiz uma coisa que gostava muito, dando assim o meu contributo... E adorei cantar no coro da UMA (Universidade da Madeira), senti-me simplesmente bem mas ao mesmo tempo um pouco nervoso por estar ali...e celebrar uma etapa importante da minha vida, fui o primeiro aluno da escola a benzer a capa...o tempo até que passou depressa!

Após o término da cerimónia fui lanchar ao dolce vita, e depois jantar com a família.
Ao cair da noite, por volta das onze e meia fui para o baile, estive ainda um pouco à espera de um rapaz de da amiga dele…estava imenso frio, ainda esperei uma meia hora e durante esse tempo, foram vários os rapazes que olharam para mim de uma forma do tipo “quero te comer”. Depois finalmente conheci a amiga dele, que me disse que tinha ouvisto falar muito de mim nessa tarde. E, o tempo foi passando, ele abraçou-me, andámos os dois de mãos dadas, trocamos olhares, ... E a certa altura estávamos a passar os dois com amigas e apenas ouço "olha dois paneleiros juntos", que grande novidade, isso já nós (eu e ele) sabíamos! A certa altura fiquei deprimido porque não o podia abraçar muito nem e dar beijos porque o pessoal que lá estava ia armar confusão...
E estava a me fazer impressão ver lá imensos casais aos beijos e trocando afetos e eu não poder fazer tal coisa por causa da sociedade presente, é triste isto pois somos pessoas normais em tudo igual às outras e apenas amamos alguém do mesmo sexo...um detalhe que pouco importa, porque o mais importante é o interior de uma pessoa, a sua essência ... É isso que nos define, nada importa a condição social, orientação sexual, gostos, maneira de vestir-se, etc ... Odeio viver num sítio assim como esta ilha minúscula...tem custado tanto, que sofrimento ... E não é pouco!

Depois quando ele se foi embora deu-me um beijo na boca, e assim terminou a minha noite de finalista do 12º ano. E sinceramente não gostei do baile, foi horrível... A música não era a melhor, e as pessoas que lá estavam tampouco, o que valeu foi a companhia que tive!

0 comentários:

Enviar um comentário