quinta-feira, 8 de novembro de 2012 - 0 comentários

Alturas da Vida...

Há alturas na vida em que precisamos de mudar de (l)atitude. Ter essa coragem. Precisamos sair um bocadinho da nossa zona de conforto e aceitar que o princípio também pode ter fim. Abrir os braços aos recomeços, agradecer por tudo o que temos e desejar que a vida (tão sábia e previdente) nos conduza sempre pelo melhor caminho. É preciso ter humildade para admitir que não estamos sempre certos e que pedir desculpa por erros e falhas é sinal de maturidade e não de fraqueza. E depois deste exercício urge virar a página e seguir em frente.

É que uma mudança, naturalmente imposta por outras mudanças, é um momento de renovação. E para a viver em pleno e aproveitar tudo o que tem para nos dar é preciso parar de olhar para trás, projectar o olhar no horizonte e confiar no que está por vir. Com fé, muita fé. Fé em nós, nos outros e em tudo o que de bom merecemos receber.

Hoje o dia até nem correu muito mal. Mas é a tal coisas, nuca me sinto bem!
Nunca é tarde para um recomeço. Pior que errar é não querer mudar.
Mas não mudar simplesmente porque sim, ou porque apetece, temos de mudar para nos fazer sentir melhor, sermos melhores pessoas, e sabermos lidar com o mundo à nossa volta!
Nós só nos damos conta, que agimos mal (...) depois de fazer as coisas tortas! 
F. sinto tanto a tua falta!
Ao ler aquilo que me disseste, magoa-me e vêm-me as lágrimas pela cara abaixo, doí, estar magoado contigo, já não falamos à tanto tempo, (...) e por culpa minha porque te desiludi e te magoei, estraguei tudo! Como pude ser assim? Até este ponto?

Sim eu sei, fiz porcaria....mas nunca é tarde para me perdoares, eu sei que fui parvo e estúpido, indecente, tolo, .... e agora aprendi, que só te dei o devido valor depois de te ter perdido, foi aí que percebi que me fazes imensa falta, imensa mesmo que não consigo viver sem ti! Isso é mau eu sei, mas também foi uma forma de abrir os olhos e de te dar a devida importância, que mereces!

E depois de algum tempo, aprendendo e levando porrada da vida, é que passamos a dar o devido valor às coisas! :) 

E foi este o caso com o meu amigo, tenho de arranjar coragem e conseguir ir ter com ele para falarmos e esclarecermos as coisas de uma vez!

0 comentários:

Enviar um comentário