sábado, 17 de novembro de 2012 - 0 comentários

Dia Interessante....

Ontem acabei finalmente o meu grande trabalho de Filosofia, escrever um artigo de opinião sobre um determinado tema escolhido por mim!
Quase não encontrava imagens para ilustrá-lo, não havia nada que fizesse sentido, e encaixasse no mesmo na perfeição, sendo assim, decidi colocar duas fotografias minhas com grande significado acompanhadas de legenda criada por mim próprio.

Fiz questão de pedir opinião a alguns amigos, e um deles o E., que é actor, disse-me que, o artigo estava um belo trabalho de reflexão filosófica e que  eu devia  sempre desenvolver esta minha  capacidade de colocar em textos o  meu vibrar com a vida.
O trabalho que realizei, superou para além de todas as expectativas que tinha, tentei dar o meu melhor  e fiz um enorme esforço para ele ter ficado como ficou.

- ARTIGO DE OPINIÃO!


A meu ver o artigo ficou muito bom. Gostei imenso do resultado final! Agora só falta mesmo é decidir como irei realizar a apresentação do mesmo.

Hoje quando acordei a minha prima a S. ligou-me a perguntar se tinha algo que fazer nesta tarde de Sábado, e visto que não tinha ela disse vem à minha casa, agora de manhã, e almoças cá, depois ficas à tarde um pouco comigo. E assim foi... almocei na casa dela, estivemos a pôr a conversa em dia, falei-lhe do teatro, do F., das coisas que têm recentemente acontecido (...) confesso já estava cheio de saudades dela, já não nos encontrávamos à algum tempo, a vida não permite muito, é escola, é isto e mais aquilo que acabamos por ficar sem tempo nenhum.
Estive também a ajudá-la numa apresentação de PT, cujo o tema a ser tratado foi: "O Poder Das Palavras", adorei escrever algo sobre este tema, foi fascinante!
Gostei imenso de passar esta tarde com ela, da próxima vez vamos tentar ir ao Madeira Shopping juntos, com o namorado dela, possivelmente ao cinema! Eu ainda não o conheci pessoalmente...

Ao fim da tarde fui ao cabeleireiro arranjar o cabelo, pois amanhã tenho uma festa, umas bodas de ouro de família.
Há ocasiões em que não me sinto nada bem, só me apetece chorar, sinto a falta do meu irmão, não o consigo esquecer. Sinto-me tão só, sem niguém, preciso de amor, de alguém para amar!
Quem me dera que o meu irmão fosse vivo e que as coisas por ventura fossem bem diferentes.
Já estou farto de incertezas, de inseguranças, (...) de tudo!!
Preciso de força, de coragem para continuar a luta! Tudo me falta....

0 comentários:

Enviar um comentário