quinta-feira, 15 de novembro de 2012 - 0 comentários

Mundo Cruel....

 Existem pessoas mesmo bastante estúpidas por este mundo além.... estúpidas, de baixo nível, sem vida, escrúpulos, coração, alma.
Existem alturas em que nem sei o que dizer, mas a vontade de falar, de escrever é tanta....
Já fartei de ouvir dizer todo o mundo a me dizer: "Para não ligar", "Ignorar", "Seguir em frente!" , como acham que consigo, estão sempre acontecer coisas, a minha vida parece que piora, cada vez mais a cada dia que passa.

Ninguém, ninguém sabe o que custa ouvir certas coisas que magoam imenso, as pessoas não fazem ideia do que é sofrer durante anos de bullying, ser difamando, espezinhado, gozado, maltratado por pessoas que se acham superiores, que acham que podem mandar em tudo e todos. Ninguém sabe o que é querer ter um irmão e não poder, o que é sentir a falta dele como eu sinto, ninguém sabe o que é sofrer tanto mas tanto, como eu tenho sofrido durante este tempo todo, perder alguém doí, e doí mesmo. Ninguém sabe o que é querer ter alguém e perder as esperanças, a vontade de procurar....devido das outras vezes ter dado tudo mal, e eu ter ficado de rastos, em baixo, angustiado. Das vezes que eu ainda tentei não fui correspondido e acabei por sofrer imenso. Da última vez ainda me lembro das coisas, parecia que tudo iria resultar, mas acontece sempre qualquer coisa que estraga tudo, tenho cá uma bem dita sorte no amor.
Ninguém sabe o que é querer resolver tudo o mais rápido possível e isso não poder ser.
Ninguém sabe o que é estar noites e noites, dias, horas, meses a pensar e todas as porcarias que já me fizeram, a fazer-me mil e uma perguntas a mim mesmo para as quais não existem respostas, cem perguntas sem resposta.
Ninguém sabe o que é se sentir tão triste, tão sozinho, abandonado pelo mundo, o que é pensar que a vida não têm sentido, chegando a pensar em suicídio para acabar com os problemas e com tudo o que sinto. Fico noites e noite a chorar, horas sem comer, dias a pensar, há alturas em que me apetece gritar, fugir para bem longe daqui.....me isolar daqueles que me prejudicam e estar com quem mais quero.
Há alturas em que tenho uma enorme vontade de resolver as coisas, mas não consigo, ainda não pedi desculpas a ninguém, não acho o momento certo para já. Quero estar bem com a minha família, comigo. Esta depressão está a dar cabo de mim, cada vez me sinto pior, parece não haver nada para retirar toda esta longa dor. Quero muito resolver as coisas com o F. mas a coragem é tudo o que me falta e o medo é o grande impedimento.
É tão triste, sentir a falta de alguém e não ter. Preciso de abraços, de mimos, de pessoas verdadeiras com um grande coração... talvez isso me faça sentir melhor!

FARTO, de toda a gente ser assim, falar de mim como se soubesse a minha história. As pessoas só sabem o meu nome, não a minha história.
Se soubessem, não me iriam tratar como me tratam...não mereço nada do que me fazem sofrer!
Foi muito difícil para os meus pais me terem, fui gerado através do processo de fertilização in vitro, devido à minha mãe não conseguir engravidar. Com surpresa ela engravidou de gémeos, eu e o meu irmão. Eu estou vivo no mundo por milagre. Foi muito difícil de eu sobreviver, já estive mais do que uma vez entre a vida e a morte... nasci muito antes do tempo, prematuro era tão pequenino, fraco, não tinha certos órgãos vitais formados quando nasci, estive meses numa incubadora .... e a muito difícil custo consegui sobreviver (...) mas o meu irmão que era bem formado, com muito mais peso do que eu, mais forte, não conseguiu sobreviver, devido a um derrame cerebral que lhe deu, PORQUÊ????
Tive uma paralisia cerebral, pouco depois de nascer, os médicos diziam que eu podia não sobreviver, e se sobrevivesse podia andar, não falar, não ouvir, não ver, .... não podia fazer nada do que todas as pessoas saudáveis fazem, ficava completamente dependente de uma pessoa para a vida inteira.
O meu irmão gémeo partiu para o céu, e eu desejo que ele estivesse comigo, aqui presente.
Iria ser tudo tão diferente...é essa ideia de que eu tenho, ao menos poderia fazer imensa coisa com ele, tinha com quem partilhar os meus problemas, desabafar.
Eu sou muito sensível, emocionalmente .... fico de rastos quando sou magoado e há emoções que por vezes não consigo controlar, como o choro, há alturas em que não consigo parar de chorar!
As pessoas falam de tudo, mas não sabem rigorosamente nada!

Hoje a minha amiga J. disse que eu devia de melhorar o meu trabalho de filosofia, acrescentando mais conteúdos ao mesmo, e não me centrando tanto na minha história de vida.
Ela ajudou-me também a estudar para FQ, cujo teste deve ser amanhã, estamos em dúvida pois a professora esteve em casa a semana toda doente. Regressei a casa mais cedo, e aproveitei para estudar para o teste e adiantar um pouco do trabalho de filosofia que entrego amanhã.
Estou desejoso por ver o resultado final do meu trabalho de filosofia, até agora está a ficar incrivelmente excelente.
Mal posso esperar por amanhã ir ter com uma professora, a L.G. minha amiga ao final da tarde, já não a vejo à imenso tempo....vai ser bom reencontrá-la!

0 comentários:

Enviar um comentário