domingo, 7 de outubro de 2012 - 0 comentários

3 Dias de Sentimentos....

Este fim de semana de 3 dias,  foi uma porcaria, não houve nada de jeito para fazer, não me apeteceu estudar, nem tive paciência para o fazer (...) hoje passei a tarde na casa da minha avó.
Fiquei hoje a saber que já sofri imenso desde pequeno, já fui submetido a diversas operações, e fui uma criança que praticamente já nasceu a sofrer.

À noite, falei com a minha amiga C. sobre a questão de as pessoas me perdoarem, principalmente o meu amigo F., que está muito desiludido comigo, eu acabei por magoar muito quem mais amava, mesmo não querendo e não tendo esse objectivo, acabei por o fazer...
Eu tenho tentado pensar positivo, mas têm sido muito complicado, isso não irá resolver os meus problemas, não recupera a confiança das pessoas, os amigos que já perdi, já chega de me afastar de quem me ama, já basta de discussões, de angústia e sofrimento, ninguém mas ninguém merece passar por aquilo que tenho passado, por sofrer o que já sofri e sofro de momento.

Quando se está assim neste estado deprimido, há já 9 meses, não é fácil olhar com bons olhos para a vida, para as pessoas, para tudo e ver algo de bom, no meio disto tudo o que aconteceu, pois estamos cheios de coisas, pensamentos sempre negativos, nada de bom e maravilhoso que nos faça ficar alegre acontece.
Eu estou demais cheio de energias e pensamentos negativos, de más energias, todos os dias quando acordo fico com a sensação, de que o dia de amanhã vai ser a mesma porcaria do que o dia de hoje, vai tudo continuar na mesma, nada mudará...isto porque uma pessoa por lhe acontecerem sempre coisas péssimas todos os dias, começa a determina altura a pensar que tudo lhe corre mal, que não acontece nada de bom, que a vida é uma porcaria, e por vezes questiono-me se vale a pena viver, estar aqui, depois de este sofrimento todo que tenho passado.
A minha amiga C. encorajou-me a tentar ter atitudes mais positivas para comigo mesmo, pensar que tudo irá se recompor e ficar bem, daqui a algum tempo.

Mas quantas e quantas vezes, eu já pensei que ia ficar tudo bem, e não ficou; quantas vezes acreditei que o tempo curava e apagava tudo, mas não curou nem apagou; quantas vezes eu pensei que tudo isto era um mero pesadelo, mas era tudo bem real; quantas vezes já pedi desculpa a uma pessoa, e voltei a magoá-la mesmo não querendo; quantas vezes imaginei e sonhei com uma vida, bem melhor, com uma pessoa que me amasse e que estivesse ao meu lado em todos os momentos; quantas vezes pensei que no dia seguinte ia ficar tudo bem, mas não ficou; quantas vezes parecia que eu estava bem, mas não estava, fingia apenas para enganar as pessoas à minha volta; quantas vezes já me apeteceu desistir de tudo e ir daqui para fora, tendo uma vida bem diferente; quantas em mais quantas vezes infinitamente pensei que era forte o suficiente para suportar tudo isto, e muito mais, para saber viver, e viver a vida não ligando absolutamente nada, àquilo que dizem sobre mim por aí; quantas vezes pensei seriamente que a vida era bela e bonita, mas desiludi-me, pois a minha estava pior do que nunca, quantas e mais quantas questões eu já fiz, a mim próprio, sobre tudo na minha vida, o porquê das minhas atitudes, de ser assim para com as pessoas, para com os problemas (...)  mas depois acordei e vi que certas coisas anteriormente ditas, não poderiam ser possíveis!
Ao fim de quantas e mais quantas vezes (....) percebi que isto não passa de um desabafo e nada poderá mudar o que já foi feito, apenas eu daqui para a frente posso mudar tudo mas tudo na minha vida, pois sinto que está mesmo tudo mal, e que esta está a precisar de uma reviravolta mais do que nunca!

0 comentários:

Enviar um comentário