quarta-feira, 10 de outubro de 2012 - 0 comentários

Coisas Boas....

Hoje o dia foi bom, de manhã fui à psicóloga e estive a desabafar tudo aquilo que me magoava, as coisas que passei, uma das coisas que lhe mostrei são as memorias que tenho de quando conheci o F., sendo estas para guardar para a vida, nunca esquecerei aquele dia, aquele sábado, aquelas tardes muito bem passadas com ele, as conversas, as brincadeiras, tudo, foi sem dúvida a melhor coisa que me aconteceu neste ano, foi tê-lo conhecido! Encontrar alguém muito parecido comigo, algo em que não acreditava que pudesse realmente acontecer...  não é que aconteceu, encontrei um amigo, um rapaz muito parecido comigo, com muitas coisas em comum, os gostos, a forma de ser, a forma de viver, o azar no amor, tudo .... alguém igual em mim, em tudo, ele é e continua a ser como um irmão para mim, um irmão mesmo verdadeiro, e agora depois de tudo vejo que ele faz-me mesmo falta na minha vida, e estou muito arrependido por ter o desiludido, por o ter feito perder toda a confiança que tinha em mim, eu era como um irmão  também para ele, ele será sempre ele, não haverá ninguém como ele, nunca, pessoas como ele existem bem  poucas, (...) não compreendo realmente, como pude ser assim, e deixar quem mais me amava? Como explico isso? É triste o que aconteceu, como é que eu pude deixar que as coisas chegassem a este ponto, como pude deixar que os problemas me impedissem de viver o presente, e de seguir em frente.... agora o que há a fazer, é recuperar a confiança que ele tinha em mim, aos poucos e com muita calma, pois ele encontra-se realmente severamente magoado comigo!  EU passei a valorizar mais o F. depois de o sentir que o tinha perdido, todos somos assim, todos damos mais valor às coisas depois de as perdermos!

Apesar das pessoas notarem sempre um sorriso no meu rosto quando eu lhes conto as minhas mágoas, o meu passado, os meus problemas, isto deve-se a isso me magoar e ser tão duro, que aprendi a ser um rapaz, sempre com um sorriso na cara, sem parar de sorrir e acabei por sorrir para todas as minhas mágoas, o meu passado, os meus problemas, as más energias, os sentimentos de culpa, tristeza, ... , e aparentemente quem olha para mim, vê logo que eu estou bem, diz que estou sempre bem, mas bem lá no fundo, não estou, nada mesmo, o sorriso foi o único caminho que encontrei para me fazer de forte, e acabar por não mostrar a minha grande fragilidade e chorar, entrar num pranto de imensas lágrimas e choro!

Já não sei que fazer, já não sei que sentir, já não suporto ouvir, estou farto das pessoas, de tudo, deste mundo tão cruel, já não sei como lutar, como agir, como lidar com os problemas, sinto-me tão vazio por dentro, distante do mundo, das pessoas, da vida, ....
A minha mãe continua com os mesmos pensamentos que eu sou homossexual, já estou farto disto tudo, dos meus pais, da vida, é só discussões hoje eu cheguei a casa e mais uma discussão novamente, quem é que aguenta isto, é que isto tem sido quase todos os dias, quase todos os dias eu estou mal, quase todos os dias eu não me sinto bem, caramba, será que não haverá um dia em que me sinta feliz, amado e bem, mesmo bem?

Esse dia parece estar longe de chegar, esta luta dura e dura, muita gente não imagina o que é se sentir assim, muita gente só fala por falar, mas não sabe como é, assim estar, neste estado como me sinto, magoado, triste, em baixo, com pouca auto-estima, .... custa e realmente custa imenso acordar dia após dia com os mesmos sentimentos, nem sequer havendo um dia, em que diga: 'Aleluia, estou feliz, este dia está a ser maravilhoso, lindo, sinto-me bem, amado, feliz, contente, uma pessoa com valor, coragem, muita força, repleta de boas energias, porém com as melhores cicatrizes, que me fizeram aprender, e ser assim mesmo, tal como sou, apenas EU próprio, não sendo aquilo que as pessoas querem que eu seja!

Fiz a inscrição no grupo de teatro da escola, e sei que vai fazer-me muito bem, vai me tornar uma grande pessoa, um grande homem, um grande rapaz, as pessoas vão ficar muito admiradas comigo, daqui a uns tempos, irei ser um grande actor, uma pessoa confiante, alegre, feliz, ..... uma pessoa como sempre quis ser, posso me por na pele de quem quiser, sejam pessoas boas ou más, alegres ou tristes (...) vai dar um empurrão para me sentir confortável à frente de uma plateia, em frente de uma sala cheia de gente, sim, porque isso é essencial para a minha vida inteira, para quando tiver de fazer apresentações no dia a dia, conferências, também por gostar e adorar cantar!

0 comentários:

Enviar um comentário