sábado, 13 de outubro de 2012 - 0 comentários

O Sentimento Pela Música!

O tempo não desfaz nada. O tempo ajuda-nos a esquecer ou a compreender melhor, ajuda-nos a progredir ou a regredir mas desfazer, não desfaz nada. Para que o futuro seja sorridente, temos de aprender a viver com o passado.

Hoje queria tentar estudar Filosofia de manhã, mas a  minha casa continua em obras e com barulho não consigo fazer nada, torna-se impossível, além de que não há muita paciência para estudar, sendo assim decidi então ir ver televisão.

O meu pai está severamente com uma mania obsessiva, em dizer que não sei fazer nada, que não faço nada, que não presto para nada, que sou bruto, estúpido .... isto já farta imenso, ele não pára de dizer que não sei fazer nada, sendo assim vou passar a não fazer mesmo nada, nada, nadinha para ver qual vai ser a reacção dele, ele já disse isso tantas vezes, que já nem ligo agora, ligar para quê, para me fazer sentir mal, por causa dos meus próprios pais, não, não, nem pensar, não vou me dar ao luxo de fazer isso, estou a desperdiçar a vida, se o fizer!

Agora à tarde vim para o computador e estive a escrever imensas coisas, a pensar na vida,  e a imaginar como hei-de fazer o meu trabalho de Filosofia, um  o artigo sobre, ''O Prazer da Vida, de Existir, de Ter Alguém''  e já estive a pesquisar algumas coisas que me ajudaram, a fluir o texto, quando estiver a escrevê-lo , o prazer de viver, de ter alguém. Estou acompanhado pela música, que me faz sentir  tão bem e seguro. Fim de contas hoje acabei por estudar muito pouco, ainda dei uma olhadela nas coisas de Matemática e em Filosofia, estive a escrever muito, imensas coisas, estou com muita inspiração hoje!

"Sem MÚSICA a vida seria um erro"
Já tomei as melhores decisões da minha vida ao ouvir-te. E as piores também.
Ainda me lembro das vezes que tomei decisões ao ouvir-te. Já chorei contigo, já me ri contigo. Já vivi momentos inesquecíveis em que estiveste presente. Quando estou triste recorro imediatamente a ti. Transmites-me paz, calma, tranquilidade, esperança. Consegues transmitir tudo sem dizer quase nada.
Consegues pôr-me a chorar de um momento para o outro, mudas-me o estado de espírito num estalar de dedos.

É estranho dirigir-me a ti como se fosses uma pessoa, um ser real, uma alma. Mas na verdade és mais que isso. És melodia, és felicidade, és tristeza, és festas e saídas, és inspiração e momentos, notas musicais e vozes, simples batidas ou sons. És um mundo. O meu mundo.
Desligas-me do mundo e dás-me vontade de cantar. Cantar como se não houvesse amanhã. Também é bom ouvir-te sozinho. Fazes-me pensar em cada momento da minha vida, ajudas-me a tomar decisões, arrepias-me e fazes-me sentir compreendido.
És a única capaz de me ouvir, me compreender e não me julgar. Ás vezes acho que és a melhor amiga que alguém pode ter. Não escolhes tamanhos, alturas, personalidades. Dás-te ao Mundo. Dás-te a mim.
Eu compreendo-te, e tu compreendes-me. E é por isso que somos tão felizes juntos.

EU E A MÚSICA = LONGE DO MUNDO, FELIZES, E MAIS NADA INTERESSA!


0 comentários:

Enviar um comentário