segunda-feira, 22 de outubro de 2012 - 0 comentários

Segunda Atribulada....

Hoje o dia, não foi bom, aliás não tenho tido um dia, nem uma noite que possa dizer que seja bom, a tarde de hoje está chuvosa e negra! Muitas das vezes parece-me que o tempo adivinha o meu estado de espírito e está de acordo como me sinto!

Vejo que a B. é daquelas pessoas que não valia a pena ter conhecido, passo por ela e não me fala, mas se estiver acompanhado por alguém ela fala para o outra pessoa, e deve fazer de conta que não estou ali (...) também não vou ser eu a falar, se ela não quiser falar que não fale, para mim é como se ela já não existisse, foi o que ela fez comigo, deixou de falar de um momento para outro, do nada sem razão, por isso não posso, nem devo dar o braço a torcer , por causa dela! Estava enganado quando à dias disse que parecia que tinha tudo se recomposto, e que a amizade que existia entre mim e ela iria voltar!

Cheguei a uma fase da minha vida que vejo que a única coisa que fiz até agora foi fugir, fugir de mim mesmo, do meu nada, e agora não tenho mais para onde ir, nem sei o que fazer, fui péssimo em tudo.

Recebi o teste de Matemática, hoje, não tive a nota que eu esperava, tive só um 12, a professora também ficou decepcionada comigo, ela esperava mais de mim, tal como eu, eu esperava dar a melhor impressão em todos os 1º testes, pois acho que isso é importante e fundamental, assim os professores ficam a saber, com aquilo que podem contar e com as capacidades que temos, para mim a 1ª impressão é essencial.

Não me sinto bem, agora vejo que não consegui aquilo que eu queria, atingir a minha meta o meu objectivo que pretendia, não tenho dormido, descansado, nem paciência e vontade para fazer nada! Já na 6ª feira também fiz questão aula de FQ e também tive 12, e esperava mais. Mas tudo o que sem passado comigo, tudo o que sinto, está a me prejudicar, já não tenho motivação para nada. Estou muito triste!
Foi por pouco que não chorei quando a prof. de Matemática me entregou o teste, estava quase, doeu imenso, ouvir a professora dizer parabéns a todos os que tiveram boa nota, que ficou surpreendida com eles, quando eu o ano passado fui o melhor aluno da turma, e gostava também de ouvir isso!
Doeu também saber que pessoas da minha turma são melhores do que eu, e que o ano passado não tiravam grandes notas .... doí, magoa profundamente tudo isto, de um momento para outro ver a minha vida a andar para trás, a deixar de ser bom aluno, as notas as descerem, a me sentir cada vez pior, custa e não é nada fácil acredita!

Na aula de EF, mesmo tendo chovendo o meu prof decidiu fazer aula, um torneio com outra turma, odeio Futebol e nunca gostei, eu tive de fazer a aula que remédio, mas foi com se eu lá não estivesse, passei a aula inteira a falar com o R., sobre coisas da escola. Eu nas aulas sinto-me posto de parte, não sei fazer nada, porque é que estou ali?, o que estou ali a fazer?, mais valia ficar sentado a assistir a aula, não sei fazer nada de jeito e odeio, detesto, desporto!

Sinto-me como se fosse inválido, e acho que as pessoas me criticam um bocado por eu não saber fazer as coisas, mas as pessoas esquecem-se e não sabem que tenho um problema, e qual é esse problema, e o que me aconteceu para estar assim, por exemplo em futebol, quando não consigo passar a bola a alguém ou defender, gritam comigo e chamam-me à atenção, sinto-me tão mal por isso, sinto-me tão mal por estar a fazer desporto e é ai que noto todo as as minhas dificuldades, barreiras que tenho, e custa-me ver que por vezes não consigo me movimentar, fazer o que os outros fazem, não consigo aceitar muito bem, por isso eu acho que eu estar ali e não estar dá na mesma, preferia mil e uma vezes fazer trabalhos para entregar do que fazer as aulas, pois assim não notava que tenho algumas ligeiras incapacidades físicas!

Estou a precisar muito de alguém que me motive, motive a não desistir, que me dê força, ânimo e coragem para continuar nesta luta... é que por vezes tudo isto falta, e sinto que não sou nada, que não existo simplesmente!

0 comentários:

Enviar um comentário